segunda-feira, 10 de agosto de 2009

A Superficialidade na vida Cristã em contraste com a Solidificação de uma fé viva.

Oséias 4:6 “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos”.
Lucas 8. 5-7 “Eis que o semeador saiu a semear. E, ao semear, uma parte caiu à beira do caminho; foi pisada, e as aves do céu a comeram. 6 Outra caiu sobre a pedra; e, tendo crescido, secou por falta de umidade. 7 Outra caiu no meio dos espinhos; e estes, ao crescerem com ela, a sufocaram”.
No mundo em que vivemos, é comum as pessoas viverem de aparência. Pessoas que falam muito e fazem pouco. E com isso, elas vão levando suas vidas baseadas na mentira, na falsidade e no engano ou seja, em uma vida cristã superficial.
Encontramos com irmãos na rua, e como de praxe os cumprimentamos. A Paz do Senhor meu irmão, como vai às coisas? A Família, a Igreja?
Aí o irmão responde: Tudo na santa paz de Deus! Graças a Deus que nos dá a vitória! Deus tem feito maravilhas! (mas a verdade é que em muitos momentos ele está cheio de problemas, em pecado e precisando de ajuda. Mas não tem coragem de falar por causa do orgulho, da soberba ou medo e vergonha dos julgamentos dos irmãos que são rápidos e destrutivos).
Nós precisamos aprender com Jesus a desenvolver um relacionamento profundo e sólido com o Pai, assim como Jesus Tinha, e isso não é impossível.
Quando levamos uma vida cristã superficial, somos também superficiais em todas as áreas da nossa vida. A superficialidade é um mal que nos transforma em uma pessoa FALSA – MENTIROSA – ENGANADORA E HIPOCRITA. São Adjetivos que dão uma qualidade negativa, uma qualidade péssima de cristã.
Ser superficial é ser raso, sem profundidade. Sem conhecimento de causa. Por isso não consegue viver a Palavra e por tanto a ela mente, inventa ou finge ser alguém que nunca foi.
Cristãos superficiais têm dificuldades em 03 áreas de sua vida que são cruciais para se agradar a Deus.
Cristãos superficiais possuem:
Um testemunho Superficial – Lucas 8. 14 “A que caiu entre espinhos são os que ouviram e, no decorrer dos dias, foram sufocados com os cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus frutos não chegam a amadurecer”.
O texto é claro no que se refere a crentes superficiais, pois não conseguem amadurecer, não conseguem produzir frutos, não conseguem se relacionar de uma forma íntima com o Pai
Têm um testemunho superficial devido ao fato de que procuram mostrar para as pessoas algo que elas não são.
Passamos uma imagem de que temos intimidade com Deus, de que somos pessoas de oração. Damos a entender que somos uma coisa e na verdade somos outra completamente diferente.
No momento em que nos convertemos, estamos abertos para mudanças em nossas vidas. Daí somos facilmente levados a nos enquadrar em um conjunto de regras e métodos com normas que algumas igrejas usam para reger a vida cristã de seus fiéis, e isso faz com que as pessoas se tornem em inúmeros casos, superficiais. Podemos até dizer que são mecânicos.
Nós vamos para um culto hoje, e ele é cheio de apresentações, como por exemplo:
A irmã que quer cantar um hino, o irmão que quer dar um pequeno testemunho de como Deus milagrosamente o fez prosperar.
Tem o momento da campanha para arrecadar dinheiro para alguma coisa. E vão acrescentando diversas apresentações no culto que tem uma Palavra rápida e rasa, falando de tudo e ao mesmo tempo de nada, por isso o texto de Oséias 4.6, pois o povo está sendo destruído por falta de entendimento, por que o sacerdote rejeitou o conhecimento do Senhor.
Eu vejo essa rejeição como uma troca de palavra, pois a cobiça e o amor ao dinheiro faz com que o homem deixe de pregar a verdade e comece a fazer as campanhas para enriquecer.
O tipo de evangelismo que se tem feito ultimamente tem sido um evangelismo com base na decisão do homem, onde o homem decide se quer aceitar Jesus ou não. E isso tem enchido as igrejas de pessoas rasas, pois não se é pregado à justiça e o juízo de Deus, mas sim somente o amor e a prosperidade. E isso faz com que as igrejas se encham de pessoas que não desejam um relacionamento com Deus para ser co-herdeiro com Cristo, mas para enriquecer-se, receber bênçãos e estas pessoas agora são consideradas cristãs, mas com testemunho fraco e raso, ou seja – Superficial. Pois não conseguem aplicar a santidade em suas vidas, levam uma vida de pecados escondidos, encobertos. Mas aprenderam os jargões evangélicos, aprenderam o evangeliquês. E usam isso para esconderem quem realmente elas são.
Aprenderam a sorrir quando estão tristes, aprenderam a dar conselhos quando elas mesmas estão no caminho errado.
Aprenderam a exortar os irmãos que têm coragem de confessar seus pecados e buscar uma mudança, mas elas mesmas não conseguem receber a própria exortação. Quem convive com crentes superficiais logo percebe que há algo errado, principalmente se oramos por este irmão. Sempre existem problemas de relacionamentos, problemas de mentiras, problemas de soberba, e orgulho em torno de pessoas superficiais. Porque a superficialidade não lhe proporciona um relacionamento com Deus, mas sim, um saco maior para carregar seus pecados.
Cristãos superficiais possuem:
Uma Fé Superficial – Lucas 8. 13 “A que caiu sobre a pedra são os que, ouvindo a palavra, a recebem com alegria; estes não têm raiz, crêem apenas por algum tempo e, na hora da provação, se desviam”.
Ter uma fé genuína em Deus é necessário ser provado e aprovado por Deus. Não basta simplesmente fazer parte de uma igreja, mas fazer parte do corpo de Cristo. A nossa fé pode se tornar inútil, devido as tentações que sofremos diariamente pelo tentador satanás, pois se não temos conhecimento do Senhor, conhecimento da Sua Palavra, seremos abatidos pelo diabo. Jesus venceu as tentações com oração, Jejum e conhecimento bíblico. Ou seja, Jesus tinha intimidade com o Pai.
Repare que o texto de Lucas fala sobre uma pessoa que ouviu a Palavra, recebeu, ou seja, entrou para a igreja, e manifestava uma alegria pela nova condição de vida. É o que vemos hoje, as pessoas se alegram quando entram para a Igreja. São tapinhas nas costas, a paz do Senhor. Mas assim como está no texto são algumas destas pessoas. ELAS NÃO TEM REAIZ.
Começam a professar uma fé que não tem profundidade, mas é superficial. Vejamos o que Paulo fala em 2 Coríntios 13:5:
“Examinai-vos a vós mesmos se realmente estais na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não reconheceis que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados”.
A falta de conhecimento da Palavra faz com que sua fé não crie raiz e logo quando começa a ser provado, se desvia. Se desviar aqui não está relacionado com o desviar que temos em mente. Como sair da Igreja e ir para o mundo. Este desviar aqui é mudar de caminho. Ou seja, pode ser entendido também como mudar de Igreja.
O crente raso diz: aqui não dá pra mim. As coisas aqui são muito difíceis, e então eu vou para uma igreja onde eu possa fazer o que eu quero. E assim, se desvia daquele caminho. Uns se desviam dos caminhos da mentira e vão para a verdade, outros se desviam dos caminhos da verdade e vão para a mentira. E outros voltam para o mundo.
Um crente superficial é murmurador, por que sua fé em Deus é superficial. Sua crença é limitada, Deus não tem tanta credibilidade com ele quanto à ciência. Acredita mais no natural que no sobrenatural e assim, fica pulando de galho em galho até achar uma igreja que lhe proporcione o amparo que ele quer para continuar sua vida mundana\religiosa.
Cristãos superficiais possuem:
Um Relacionamento Superficial – Tito 1:16 “No tocante a Deus, professam conhecê-lo; entretanto, o negam por suas obras; é por isso que são abomináveis, desobedientes e reprovados para toda boa obra”.
2 Pedro 2:21 “Pois melhor lhes fora nunca tivessem conhecido o caminho da justiça do que, após conhecê-lo, volverem para trás, apartando-se do santo mandamento que lhes fora dado”.
A Bíblia fala sobre um homem chamado Simão, que ao ver Filipe pregar supostamente se converteu também ao evangelho. Está em Atos 8. 9-24. Assim como Simão, muitas pessoas na Igreja hoje estão para receber alguma coisa de Deus. Estão com algum interesse em Deus e por isso não conseguem desenvolver um relacionamento sólido co o Senhor nem com seus irmãos de igreja.
São superficiais com as pessoas, olham, conversam, riem, chegam até a andar juntos algum tempo, mas são falsos e mentirosos no que diz respeito aos seus pensamentos e intenções. Procuram agradar, mas pelas costas são rápidos em julgar e condenar as pessoas com o intuito de se defenderem. Atacam para se defender e escondem seus verdadeiros sentimentos.
Suas orações são recados direcionados e não orações de compaixão e misericórdia, perdão e amor. Devemos pensar que tipo de luz temos sido para o mundo, que tipo de sal somos para as pessoas?
Sejamos cristãos sólidos e consistentes na nossa fé, no nosso testemunho e em nossos relacionamentos
Cristãos Sólidos possuem:
Um Testemunho Sólido – 3 João 2-6 “2 Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma. 3 Pois fiquei sobremodo alegre pela vinda de irmãos e pelo seu testemunho da tua verdade, como tu andas na verdade. 4 Não tenho maior alegria do que esta, a de ouvir que meus filhos andam na verdade. 5 Amado, procedes fielmente naquilo que praticas para com os irmãos, e isto fazes mesmo quando são estrangeiros, 6 os quais, perante a igreja, deram testemunho do teu amor. Bem farás encaminhando-os em sua jornada por modo digno de Deus”.
Quando temos um relacionamento com Deus que é profundo e sólido, nós temos força para vencer as adversidades. Somos impulsionados a permanecer firmes e continuar a caminhar, pois a terra de Canaã está próxima.
Um cristão sólido sabe se relacionar com as pessoas buscando o equilíbrio. Sendo ele luz no meio das trevas, sal para dar sabor a este mundo. É ser testemunha de Cristo em todos os lugares por onde ele passa. Ele tem raiz profunda, e não se abala com qualquer coisa. Uma pessoa assim busca sempre fazer a vontade de Deus e não a sua própria vontade. Ela prega o amor, mas também a justiça. Prega a prosperidade, mas também a obediência. Prega a cura, mas também a fé. Prega o perdão, mas também prega a longanimidade. Prega a oração, mas também o estudo da Palavra.
Ter um testemunho sólido é vital para sermos bem-aventurados em nossos relacionamentos.
Cristãos Sólidos possuem:
Uma Fé Sólida – Tiago 1:3 “Sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança”.
A fé deve ser provada e aprovada para produzir perseverança. Ou seja, a fé exige de nós uma crença cega e incondicional para com Deus e Sua Palavra. Para que seja eficaz em nossa vida todas as promessas feitas por Ele.
Romanos 10:17 “E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo”.
Ouvir a Palavra, e ser edificado. O texto de Oséias é claro quando diz que o povo está sendo destruído por que lhe falta o conhecimento. Qual o tipo de pregação que temos ouvido? Como a nossa fé está sendo fortalecida? Cristãos sólidos ouvem a verdade, e sabem discernir a verdade da mentira, porque tem como parâmetro a Palavra de Deus, pois eles a conhecem, assim como os crentes de Beréia.
Mateus 16:18 “Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”.
O nome de Pedro em Grego é o mesmo que pedra, pedra é um mineral duro e sólido. Por isso os construtores edificam suas construções sobre as pedras, para que não venha a cair. Por isso, Deus constrói a sua igreja sobre a pedra, para que ela seja firma e inabalável. Por isso a Bíblia fala de uma pedra angular.
Sabemos que quando Deus se refere a sua igreja está falando de nós mesmo. Por isso a igreja deve ser sólida, profunda. Somente assim as portas do inferno não vão prevalecer contra ela. Se a igreja for superficial, ela será derrubada.
Hebreus 11:6 “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam”.
Uma fé sólida agrada a Deus, Deus tem prazer em atender as orações de pessoas que acreditam nEle, crêem em sua Palavra e em suas Promessas. A fé é a porta de entrada no reino de Deus, pois a salvação é pela fé. Por isso uma fé sólida nos permite desenvolver a nossa salvação, nos santificando cada vez mais e assim nos aproximando do Senhor que é vida. Por isso a importância de termos uma fé profunda e sólida. As pessoas querem fé para realizar milagres, como curas, libertações, conversões de pessoas que amamos. Mas a fé tem como principal objetivo, nos dar força para desenvolvermos a nossa salvação.
Cristãos Sólidos possuem:
Um Relacionamento Sólido - Oséias 6.3 “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR; como a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra”.
Quando somos cristãos sólidos no Senhor não somos abalados facialmente. A nossa vida está alicerçada no Senhor Jesus e não em homens, por isso eu consigo desenvolver um relacionamento estável com meus irmãos pois eu sei que somos todos falhos. Um relacionamento sólido com o Senhor nos faz conhecer melhor o caráter de Deus e dos homens, e podemos nos relacionar de uma forma madura e segura com Deus e com meu próximo.
A bíblia diz em I Coríntios 2:9 “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam”.
Mas só é possível amar a Deus através de um relacionamento profundo e sólido, através de uma fé inabalável e sólida e um testemunho fiel e sólido.

2 comentários:

  1. Que palavra edificante !

    Deus continue te ungindo e te abençoando pastor !

    Mauro César ou "Cesinha"
    Ass. de Deus - Conj. Ceará 1ª Etapa
    Fortaleza - CE

    ResponderExcluir
  2. Palavra abençoada, que com certeza está mudando a vida de muitas pessoas...

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário.